Tag Archives: saúde

Governo da Paraíba vai ampliar o programa de pesquisas do PPSUS

7 abr

O Governo do Estado vai ampliar a participação da Paraíba no Programa Pesquisas para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS) no próximo edital. A informação foi dada pelo secretário executivo estadual da Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, durante a abertura do Seminário de apresentação final dos projetos de pesquisa do Programa PPSUS-PB nessa sexta-feira (5), no Centro de Ciências Médicas (CCM – UFPB), em João Pessoa.

O evento reuniu profissionais da área de saúde de instituições de ensino superior na Paraíba que apresentaram pesquisas voltadas para a melhoria dos procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) – desde a gestão administrativa e operacional até o estudo de doenças e diagnósticos dentro de temas como “Envelhecimento e Saúde”, “Doenças Transmissíveis e não Transmissíveis”, “Gestão dos Serviços de Saúde” e “Redução de Agravos e Riscos”.

Na Paraíba, foram realizados 25 projetos com um orçamento de R$ 1,2 milhão do Ministério da Saúde, realizados por meio do CNPq em âmbito federal (800 mil) e pela Fapesq na Paraíba (Governo Estadual R$ 400 mil). “As pesquisas aqui apresentadas refletem a capacidade da produção científica na Paraíba com um viés que aponta para as necessidades locais. Contudo, os resultados podem ser aplicados em outros Estados brasileiros. O progresso do PPSUS na Paraíba traz credibilidade e interesse por parte do Estado em ampliar esse programa no próximo edital. Nossa meta é alcançar R$ 3 milhões”, afirmou Furtado.

O novo edital do PPSUS ainda não tem data confirmada, mas a coordenadora nacional do PPSUS no Ministério da Saúde, Marge Tenório, adianta que está programado para o início do próximo ano. “Certamente o programa PPSUS será mantido. O calendário de 2019 está comprometido com os fechamentos e apresentação dos resultados do programa em todos os Estados”, declarou.

O presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq), Roberto Germano, disse que “esse é um momento importante para o Estado da Paraíba, quando é feito o fechamento dessas ações e tornando público esses resultados. O cidadão deve entender que a ciência e tecnologia fazem parte da sua rotina. E a pesquisa resulta em melhorias para a sociedade como um todo”.

Os trabalhos foram avaliados em bancas compostas pelos professores Tarciana Nobre (UEPB); Demétrius Antônio Machado (UFPB); Cláudia Helena Soares de Moraes Freitas (UFPB) e Fábio Sampaio (UFPB). E pelos representantes de instituições: Marge Tenório e Cremildo Baptista, do Ministério da Saúde; Suzana Oliveira, do CNPq e Fernando Lopes, diretor do Centro Formador de Recursos Humanos da Secretaria Estadual de Saúde, além de outros avaliadores.

Anúncios

Municípios realizam levantamento sobre índice de infestação por Dengue, Zika e Chikungunya

8 jan

SONY DSC

Foto: Divulgação.

Os municípios da 6ª Região de Saúde, com exceção de Patos, realizam durante esta semana mais um Lia/Lira – Levantamento de Índice Rápido, monitoramento de infestação predial do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses dengue, zika e chikungunya. Em Patos, a programação para essa ação está agendada para a próxima segunda-feira 14.

O novo levantamento torna-se importante, especialmente devido às chuvas que caíram recentemente, para que a Vigilância Ambiental compare os números e acompanhe com maior proximidade o plano de contingência de cada localidade. No último Lia/Lira de 2018, finalizado em 31 de outubro, vários municípios da região de Patos apresentaram dados bastante preocupantes, com médio e alto risco de infestação.

O plano de contingência para controle do Aedes, no qual constam as atividades propostas pelo município no combate ao mosquito e controle das doenças por ele provocadas, precisa ser entregue até a próxima sexta-feira, dia 11. Ele será parte integrante do Plano Estadual, um conjunto de ações pactuadas para o enfrentamento do transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Sisagua – Nesta quinta-feira (10), acontece mais um encontro da Vigilância em Saúde da 6ª GRS. Será um momento para a avaliação dos sistemas de informação, dos números apresentados pelos municípios no exercício 2018 e as atividades desenvolvidas por eles. Um dos assuntos a ser trabalhados nessa reunião será o Sisagua – Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano. Ele gerencia os riscos à saúde, por meio de monitoramento da qualidade da água consumida pela população, sendo uma das ações de prevenção de agravos e de promoção da saúde, como previsto na Lei 8.080/90.

Apesar da importância desse monitoramento das águas para consumo, alguns municípios não estão enviando as amostras para análise ao Laboratório Municipal de Patos, que é referência para 31 municípios da 6ª e 11ª GRS, inclusive não realizam um exame simples, o cloro residual livre, que não precisa ir ao laboratório e que demonstra a quantidade de cloro da água.

Ano passado, foram realizadas 1.783 análises de água no Laboratório de Patos, quando o previsto seria algo em torno de 2.400, aproximadamente. O ciclo de secas prolongadas gera intermitência no abastecimento d’água, leva a população no Sertão, em especial da zona rural, onde geralmente não há saneamento básico, a consumir água de diversas fontes, que precisam ser monitoradas para evitar doenças. Dejetos humanos são uma das maiores preocupações. Para a área rural o governo distribui com os municípios hipoclorito de sódio, que atua na eliminação das bactérias da água. Mas a orientação da educação e saúde da 6ª GRS é que a população rural, que não possui o sistema de distribuição de água pela Cagepa, filtre e ferva todas as águas para consumo oriundas de fontes não tratadas.

Prefeitura de João Pessoa convoca mais 139 aprovados no concurso da Saúde

3 dez
upa-bancarios

Foto: Secom/JP.

O prefeito Luciano Cartaxo anunciou, ontem (2), a contratação de 139 aprovados no concurso público da Saúde, realizado este ano pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). São 99 convocados em 1ª chamada, para a UPA de Cruz das Armas, e 11 para o Samu, além de mais 29, em 6ª chamada, para a UPA dos Bancários. Assim, a atual gestão municipal contabiliza a contratação de 1.199 concursados na Saúde.

“A partir desta segunda, estou autorizando a contratação desses profissionais. Esse é o nosso compromisso com a melhoria da qualidade dos serviços ofertados à saúde em João Pessoa e aos concursados, que com certeza chegarão para melhorar ainda mais o atendimento e à demanda da população”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

As vagas são para os cargos de auxiliar de regulação médica, condutor de ambulância, técnico de laboratório de análises clinicas, técnico em Enfermagem, técnico em Radiologia, assistente social em saúde, biomédico, enfermeiro, farmacêutico, farmacêutico/bioquímico e médico.

Certame – O concurso teve início no dia 30 de janeiro deste ano, com a publicação do edital, e as provas foram realizadas no dia 15 de abril. Ao todo, foram ofertadas 587 vagas para os níveis médio, técnico e superior, distribuídas nas seguintes áreas: médico, médico pediatra, médico ortotraumatologista, assistente social, biomédico, enfermeiro, farmacêutico/bioquímico, farmacêutico, técnico em enfermagem, técnico em imobilização ortopédica, técnico de laboratório de análises clínicas, técnico em radiologia, condutor de ambulância e auxiliar de regulação médica.