Arquivo | Pessoal RSS feed for this section

Maio Amarelo: Detran-PB promove o Arena Trânsito nesta quarta-feira (29)

28 maio

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), por meio da Coordenação de Educação de Trânsito, promove mais uma ação educativa dentro da programação do Movimento Maio Amarelo. Trata-se do Arena Trânsito, nesta quarta-feira (29), às 9h, no Teatro de Arena da Fundação Espaço Cultural, numa parceria com a Uninassau.

A atividade vai constar de um talk show coordenado pela Faculdade Maurício de Nassau, com a participação de professores e alunos da instituição, da rede estadual de ensino e do Instituto D. Ulrico, dirigido pelo Senac. O debate contará com o apoio de integrantes da Ong ETEV (Escola para o Trânsito, Escola para a Vida), do município de Santa Rita, que também farão parte da roda de diálogos com especialistas em segurança viária.

Encerramento em Campina Grande – O Arena Trânsito será o último grande evento do Maio Amarelo em João Pessoa, cujo encerramento será nesta sexta-feira (31), às 9h, no Sesc Centro, em Campina Grande, numa parceria com a 1ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran).

Anúncios

João Pessoa recebe investimento de R$ 1 milhão em recursos federais.

9 maio

A política de assistência e desenvolvimento humano e social em curso pela administração do prefeito Luciano Cartaxo vai ampliar ainda mais suas iniciativas em João Pessoa. Em audiência com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, na noite desta quarta-feira (08), em Brasília, o secretário de Desenvolvimento Social, Diego Tavares, assegurou a manutenção de recursos para ações já em curso, a liberação de cerca de R$ 1 milhão para desenvolvimento de programas voltados a criança e ao adolescente, e dois ônibus para a prestação de serviços assistenciais.

Diego Tavares, que estava acompanhado do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (progressistas), líder da maioria no Congresso Nacional, recebeu a garantia do ministro que os governos federal e municipal trabalharão em conjunto para ampliar as ações de proteção às pessoas em condições de vulnerabilidade social, com olhar especial às crianças, adolescentes e idosos.

Osmar Terra reforçou o compromisso com a manutenção dos atuais e novos projetos. Ele também garantiu recursos necessários para outros programas, a exemplo do Banco de Alimentos, que integra a Política de Segurança Alimentar e Nutricional da Prefeitura de João Pessoa e que tem o objetivo coletar alimentos fora dos padrões de comercialização, mas que não apresentem nenhuma restrição de caráter sanitário – ou seja, são próprios para o consumo humano – por meio da articulação do maior número possível de doadores, e distribuídos para entidades filantrópicas, movimentos sociais e comunitários e para famílias em situação de vulnerabilidade social.

O secretário de Desenvolvimento Social da Prefeitura de João de João Pessoa, Diego Tavares, disse que a audiência foi bastante produtiva e o ministro Osmar Terra se comprometeu em celebrar e ampliar as parcerias dos programas já em curso em João Pessoa. “Apresentamos o trabalho que o prefeito Luciano Cartaxo tem desenvolvido e o ministro ficou bastante sensibilizado, e disse que todos os esforços serão no sentido de avançar a consolidação da assistência social em João Pessoa”, registrou ao agradecer o deputado Aguinaldo Ribeiro pela articulação da audiência.

Luciano Cartaxo pede ao Ministério Público investigação sobre rede ilegal de material calunioso que atua contra a Prefeitura de João Pessoa

28 mar

Foto: Wikipedia.

O prefeito Luciano Cartaxo, através dos advogados Carlos Pessoa de Aquino e Eduardo de Araújo Cavalcanti, acionou o Ministério Público do Estado, na tarde desta quinta-feira, requerendo a abertura de investigação para apurar a atuação de uma rede de arapongagem ilícita responsável por produzir, segundo o prefeito, materiais caluniosos e difamatórios contra os agentes públicos da administração Municipal de João Pessoa.

De acordo com os advogados, a rede de arapongagem tem como sistemática a realização de grampos ilegais, com a finalidade de capturar, clandestinamente, conversas privadas, com o objetivo de, posteriormente, produzir notícias fraudulentas, distorcendo o conteúdo da mídia através de cortes, trucagens, montagens e edições para criar a falsa impressão de irregularidade.

Para os advogados Carlos Aquino e Eduardo Cavalcanti, a prática de realização de grampos é grave, porque, além de tendente a prejudicar a honra objetiva dos agentes públicos, também representa a ocorrência de espionagem ilícita, que viola direitos constitucionais.

Secretaria de Saúde da capital realiza ação voltada às mulheres no Centro de Reabilitação da Pessoa com Deficiência

28 mar


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Joao Pessoa continua realizando ações em alusão ao mês da mulher nos serviços da rede municipal. Nesta quinta-feira (28), mulheres foram atendidas no Centro de Reabilitação da Pessoa com Deficiência, juntamente com as suas cuidadoras e funcionárias do local. A ação aconteceu no prédio da unidade, que funciona na Policlínica Municipal de Jaguaribe.
“Hoje é um dia de festa mais do que especial. Celebramos o mês da mulher ofertando uma manhã de cuidados, assistência, atendimento e acolhimento para as mulheres com deficiência e seus acompanhantes. Um momento de inclusão social e valorização do eu para que essas mulheres cada vez mais tenham qualidade de vida e alegria de viver, e possam usufruir de todos os direitos e cuidados necessários não apenas para valorizar a vida, mas para que tenham vida plena”, comenta Ana Giovana Medeiros, secretária adjunta da SMS.

Durante a atividade, as mulheres com deficiência tiveram acesso a diversas práticas integrativas e complementares em saúde como massoterapia, ventosaterapia, máscara de argila, reflexologia, auriculoterapia, realização de exames de sangue, aferição de pressão arterial, além de esmaltação.

Além dos serviços, as usuárias do Centro de Reabilitação também participaram de uma roda de conversa sobre tema ‘Sexualidade além da deficiência’, ministrada pela enfermeira Lenilde Ramalho.

“É muito bom ver a preocupação com as pessoas com deficiência e aqui no Centro de Reabilitação a equipe tem essa preocupação e cuidado redobrado com as mulheres. Atividades assim são muito boas e fico sempre feliz em poder participar”, elogia Francineide Guimarães, deficiente física e usuária do centro.

Outras ações – Esta quinta-feira também foi o dia das moradoras do Jardim Cidade Universitária participarem de uma ação alusiva ao mês da mulher. O encontro aconteceu na Unidade de Saúde da Família (USF) Eucaliptos, onde foi ofertado um momento de alongamento para às profissionais que atuam no serviço e para as usuárias serviços como aferição de PA, exame citológico, terapias com yoga, argila e ventosa, rodas de conversa sobre a saúde da mulher e avaliação nutricional.

Para fechar o mês, no dia 30 de março, a SMS realiza atividade com as usuárias do Castelo Branco, com uma ação na USF São Rafael, a partir das 8h. Na ocasião será oferecido atendimento médico, de enfermagem, em saúde bucal, atendimento com nutricionista, encaminhamento para mamografia, verificação de pressão arterial e glicemia, testes rápidos de ISTs, auriculoterapia, ventosaterapia, argiloterapia, embelezamento, entre outros.

Operações Assepsia e Brumas combatem homicídios e tráfico de drogas no Brejo e Sertão paraibanos

27 mar

Prevenção e repressão qualificadas de homicídios e ao tráfico de drogas. Esse foi o objetivo de duas operações integradas das Forças de Segurança da Paraíba no sertão do Estado, e também na região de Campina Grande. O trabalho realizado pelas Polícias Civil, Militar e pelo Corpo de Bombeiros resultou na prisão de dez pessoas, na apreensão de seis adolescentes e na apreensão de armas, drogas e outros objetos utilizados para a prática dos crimes.

Na cidade de Pombal, aconteceu a ‘Operação Assepsia’, que teve o apoio da Polícia Rodoviária Federal. “As investigações foram iniciadas no mês de janeiro deste ano, quando foram feitos vários levantamentos pelos agentes de investigação e, como base nisso, representamos pelos mandados de busca em imóveis de pessoas que têm envolvimento com assassinatos e comercialização de drogas na cidade. A ação atingiu seu objetivo de confrontar o crime organizado, combater os homicídios, diminuir os crimes de roubos e furtos e tráfico de drogas e os demais ilícitos relacionados a essas ações criminosas. E nos preparamos para outras ações, porque a nossa meta é pelo menos uma operação por mês nas cidades”, frisou o delegado da 19ª Seccional de Polícia Civil, Ilamilton Simplício, destacando a participação de policiais militares, bombeiros militares e policiais rodoviários federais no trabalho.

operação assepsia731105277..jpg

Ao todo, na ação policial, foram presos quatro homens e apreendidos quatro adolescentes, entre eles duas do sexo feminino, além de apreendidos 72 pedras de crack, 102 trouxinhas de maconha, 180 gramas de maconha prensada, cinco máscaras, nove aparelhos celulares, duas balanças de precisão, um carregador  simulacro de arma de fogo, dois revólveres calibre .38, duas espingardas fabricação artesanal, quatro cartuchos calibre .28 intactos e 12 cartuchos calibre.28 deflagrados.

Na 21ª Área de Segurança Pública (Aisp) foi realizada a Operação Brumas, também de maneira integrada e com o objetivo de combater homicídios e comércio de drogas nas cidades de Bananeiras, Solânea e Arara. Seis pessoas foram presas e um adolescente apreendido por esses crimes e ainda por investigações que apontam autoria de roubos.

operação brumas 2575920237..jpg

Foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva, e duas pessoas foram presas em flagrante e um adolescente apreendido. “O cumprimento de duas por tráfico e uma por posse ilegal de arma de fogo. As prisões aconteceram dentro das residências dos envolvidos, que respondem por roubos e furtos nesses municípios. Todos foram conduzidos para Delegacia Seccional de Solânea, onde permanecem à disposição da Justiça”, esclareceu o major José Maria Ferreira. Crack pronto para a venda e duas espingardas ainda foram apreendidos pelos policiais civis e militares que participaram da operação.

 “A operação foi muito importante e essa integração é uma realidade da política da Segurança Pública, que vem sendo executada há oito anos, na qual as instituições trabalham em ações conjuntas visando à segurança e a paz social”, lembrou o tenente coronel Jean Benício, comandante do 2º Comando Regional do Corpo de Bombeiros Militar, acrescentando que o nome da ação policial fez referência ao nevoeiro comum à região onde foi realizado o trabalho integrado.

 

Extensão rural: Produtores aumentam renda cultivando maracujá em Juru

19 mar

Emater Juru 60 produtores aumentam renda cultivando maracuja 2

A busca por uma nova alternativa para melhorar a renda familiar, aproveitando as potencialidades agrícolas de suas propriedades, levou 60 agricultores familiares do município de Juru, que fica localizado próximo à cidade de Princesa Isabel, no Sertão, a cultivar maracujá em 50 hectares e uma produtividade considerada razoável, mediante as condições climáticas. O maracujá será vendido no próprio município de Juru, nas feiras livres e nas fábricas de polpa de frutas da região.

Orientados pela extensão rural promovida pela Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), antiga Emater, agora partem para a organização, ampliando a comercialização.  Além de Juru, em outros municípios da região, agricultores estão aderindo ao cultivo de maracujá, conscientes da importância desta cultura e da possibilidade de conquista de mercado.

No ano passado, uma fábrica de polpa comprou a produção de maracujá com pelo menos 50 plantadores sendo acompanhados pelos extensionistas rurais.

Num Dia de Campo realizado no município, foram apresentadas as potencialidades desta cultura na região, as vantagens de seu cultivo e daí em diante, levando mais agricultores a se interessaram pelo seu cultivo. “O plantio de maracujá cresceu ainda mais depois deste evento, não somente em Juru, mas em outros municípios da região”, lembrou o extensionista rural Josemilton Gomes de Matos, gerente local da Empaer. O curso ministrado pelo professor Ely Martins ajudou muito a despertar o interesse pelo cultivo de maracujá.

Para o fortalecimento ainda mais desta atividade, a Gerência Regional da Empaer em Princesa Isabel, está programando a realização de novos cursos sobre manejo do cultivo de maracujá, inclusive para melhor aproveitamento da produção. “Ainda temos muitos produtores carentes de tecnologias mais adequadas na condução da cultura”, comentou o gerente regional Hermes Maia.

 O produtor Fabiano Lourenço da Silva, do sítio Caatingueira, trabalha com uma área de 1 hectare irrigado por gotejamento em maracujá amarelo, com aproximadamente 1250 plantas, já esperando colher,  pela previsão, pelo menos 12 toneladas. A família também trabalha com os produtos tradicionais como milho e feijão, algumas hortaliças e fruteiras.

No sítio Várzea, o produtor Lenivaldo Lourenço trabalha numa área de 0,5 hectares, em regime de parceria com o proprietário Fernando Marcolino Ramos.

Secretária estadual Livânia Farias é presa no âmbito da Operação Calvário

16 mar

A secretária de Estado da Administração, Livânia Farias foi presa no início da noite de sábado (16), por determinação de cautelar assinada pelo desembargador Ricardo Vital, ao desembarcar no Aeroporto Castro Pinto, na capital. Ela vinha de Belo Horizonte (MG).

Livânia Farias está sendo acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, de acordo com informações colhidas em colaboração do seu ex-assessor, Leandro Nunes, às investigações que ocorrem no âmbito da Operação Calvário. Nunes afirmou que a secretária recebeu propina de R$ 400 mil, valor utilizado para adquirir uma mansão em Sousa. A secretária também está sendo acusada de criar as condições administrativas para a permanência da Organização Social Cruz Vermelha à frente da gestão do Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, mesmo em face de suspeição do contrato de prestação de serviços.

Na cautelar, o desembargador Ricardo Vital salientou que o montante de R$ 400 mil corresponde a uma ínfima fração do que pode ter sido obtido pela secretária.

Livânia foi transferida para a unidade da 6a. Academia da Polícia Militar, em Cabedelo.